terça-feira, 22 de abril de 2014

Bolo de fubá com queijo da Serra da Canastra - Cornmeal cake with cheese



 
“A massa do bolo de trigo é sempre mais espessa que a do bolo de fubá” – alguém, muito provavelmente minha mãe, explicou-me algum dia, no passado, mas não me lembro ao certo quem foi – “Já o bolo de fubá vai ao forno como se fosse um mingau... por isso é mais demorado para assar”.
A explicação volta-me ao pensamento quase todas as vezes em que decido assar um bolo. Hoje foi a vez do de fubá.
Estou certa de que quase toda gente tem uma boa receita de um bolo de fubá cremoso escondida na manga; sei também que a receita que compartilho aqui não tem muita diferença de várias outras que todos conhecem. O que a distingue, entretanto, é a proposta do uso do queijo da Serra da Canastra - Minas Gerais  como ingrediente principal. É possível fazê-la com outro tipo de queijo? Sim, mas o sabor do bolo feito com o legítimo queijo da Serra da Canastra é inigualável. Eu sei porque experimentei outras versões até que confrontei minha prima, que me dera a receita: “Qual o segredo da sua receita de bolo de fubá? Eu não consigo que o meu fique tão gostoso quanto o que você faz”. Então ela revela: “Eu uso o queijo da Serra da Canastra”. Estava explicado. O sabor mais forte do queijo maturado, que não agrada ao meu paladar acostumado a queijos frescos, é justamente o que faz a diferença no sabor do bolo cuja receita coloco abaixo:
 
 


Num interessante artigo publicado no Blog do Universo, José Universo Soares comenta a escolha do queijo da Serra da Canastra como o produto do ano de 2013 pelo Prêmio Paladar, promovido pelo Jornal O Estado de São Paulo. O evento envolveu 13 jurados, um mês de visitas a restaurantes e gastos de R$70 mil para eleger os melhores pratos da temporada de 2013/2014 em São Paulo. O queijo da Serra da Canastra foi anunciado como o produto do ano numa cerimônia com mais de 400 convidados entre os quais os principais nomes da gastronomia paulistana.
Prêmio importante para os produtores mineiros como incentivo à qualidade do produto num estado que conta com cerca de 10 mil produtores de diferentes tipos de queijo e onde aproximadamente 20 mil queijos são feitos por dia.
Eu não produzo queijos, nem conheço quem o faz. Sou consumidora, apenas, como boa mineira que sou. Se indico o queijo da Serra da Canastra como essencial para o sabor especial do bolo de fubá é porque realmente acredito nisso, baseada apenas em minha experiência.
 
Comente, comente, comente... vou amar! 

Beijo&Carinho, 

Jussara
 
OBS.: Para saber mais sobre o queijo da Serra da Canastra e sobre a referida premiação, leia aqui o artigo do J. Universo.
Este post não é um publieditorial